Sexta, 01 de Dezembro de 2023 20:14
75 9 9702 9169
Educação Educação

Estudantes da Educação Profissional de 48 municípios apresentam 194 projetos em Feira de Santana

O evento, que acontece até esta terça-feira (14), visa disseminar a cultura de inovação social na rede estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia, além identificar e premiar projetos potenciais que envolvam o desenvolvimento ou a utilização de tecnologias sociais de baixo custo e de grande alcance social.

14/11/2023 08h17
Por: Karoliny Dias Fonte: ASCOM / SEC
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Mais de 380 estudantes da Educação Profissional e Tecnológica de 67 unidades escolares da rede estadual, localizadas em 48 municípios, estão apresentando 194 projetos científicos, no Seminário Territorial da Educação Profissional de Feira de Santana, iniciado nesta terça-feira (13), no Colégio Estadual de Tempo Integral de Feira de Santana. O evento, que acontece até esta terça-feira (14), visa disseminar a cultura de inovação social na rede estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia, além identificar e premiar projetos potenciais que envolvam o desenvolvimento ou a utilização de tecnologias sociais de baixo custo e de grande alcance social.

De acordo com o superintendente da Educação Profissional e Tecnológica, Ezequiel Westphal, a etapa de Feira de Santana dos seminários territoriais se caracteriza por uma ação significativa da política de Educação Profissional articulada ao Ensino Médio na rede estadual. “É uma grande oportunidade para os estudantes compartilharem saberes, conhecimentos, técnicas e, também, trocarem vivências e experiências no debate de ideias em torno de temas significativos dos territórios, colocando em evidência os atores locais”, destacou.

A estudante Sarah Moura, 16, que faz o curso técnico em Análises Clínicas, no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) do Sisal II, em Araci, está apresentando com a sua equipe o projeto “Luvas biodegradáveis a partir do sisal”. “O objetivo é produzir essa luva utilizando o nosso ouro local, que é o sisal, para substituir as luvas comercializadas no mercado. Estou gostando muito de participar, pois é uma oportunidade de dar visibilidade ao nosso projeto e de trocar experiências com outros estudantes”, disse.

Programação

Além da mostra científica, na qual os projetos são apresentados em estandes para o público presente, a programação do seminário inclui a conferência sobre o tema “Horizontes da Educação Profissional e o mundo do trabalho: o Estado da Bahia em pauta”; exibição do docudrama “Caminhos da liberdade: o bicentenário da Independência da Bahia - 1823-2023”; relato de experiência; roda de debate; e apresentações culturais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.