Sexta, 21 de Junho de 2024 02:23
75 9 9702 9169
Cultura Crônica da semana

Jerônimo Rodrigues e a degradação do Funcionário Público da Bahia

Por Alberto Peixoto

01/06/2024 10h56
Por: Karoliny Dias Fonte: Alberto Peixoto
Governador Jerônimo Rodrigues (PT) - Foto: Boca de Forno News
Governador Jerônimo Rodrigues (PT) - Foto: Boca de Forno News

O aviltamento do funcionário público é um tema de grande relevância e preocupação nos dias atuais. Este fenômeno refere-se à desvalorização e ao desrespeito que muitos servidores públicos enfrentam em suas atividades diárias. A falta de reconhecimento e a desconsideração pelo trabalho desses profissionais podem gerar uma série de problemas, tanto para os próprios funcionários quanto para a sociedade como um todo. Entre as consequências desse aviltamento estão a desmotivação, a perda de eficiência e a deterioração dos serviços prestados à população.

A desvalorização do funcionário público pode ser atribuída a diversos fatores. Um deles é a visão estereotipada e negativa que parte da sociedade tem sobre esses trabalhadores, muitas vezes vistos como ineficientes ou acomodados. Além disso, políticas de austeridade e cortes orçamentários acabam por afetar diretamente as condições de trabalho, salários e benefícios desses profissionais, contribuindo ainda mais para a sua desmotivação. A falta de investimentos em capacitação e desenvolvimento profissional também é um fator agravante, pois impede que esses trabalhadores possam crescer e se atualizar em suas respectivas áreas.

Atualmente foi enviado para a ALBA – Assembleia Legislativa da Bahia – um projeto de reajuste dos salários dos Servidores Públicos do Estado da Bahia, sendo aprovado o percentual de 4% que serão pagos 2% no mês de junho e os outros 2% na folha de pagamento do mês de setembro. É inacreditável que o governador Jerônimo Rodrigues, servidor público lotado na Secretaria de Educação do Estado, tenha a coragem de sugerir um aumento salarial tão insignificante para os funcionários estaduais!

O mais recente aumento no salário do governador da Bahia foi de 49% no ano de 2022 e um adicional de 5% neste ano. Com certeza este quadro desmotiva os servidores públicos do Estado da Bahia.

Para reverter esse cenário, é fundamental que haja um esforço conjunto entre governo, sociedade e os próprios servidores públicos. É necessário promover campanhas de conscientização que destaquem a importância e o valor do trabalho realizado por esses profissionais. Além disso, é crucial investir em políticas de valorização como a melhoria das condições de trabalho, salários mais justos, a oferta de capacitação contínua e a implementação de planos de carreira que incentivem o desenvolvimento profissional. Somente através de uma valorização efetiva do funcionário público será possível garantir serviços de qualidade e fortalecer a confiança da população nas instituições públicas.

Por Alberto Peixoto

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Ana Gonçalves Há 3 semanas Porto/ Portugal É muito triste, claro que não podem estar motivados para trabalhar. Lamento ?
Fabricio Linard Há 3 semanas Feira de SantanaPior foi o governador passado que ficou 8 anos e nem 4 dava. Servidor Público tem sofrido nos últimos anos na Bahia. São mais de 50 de perda salarial.
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.