Sexta, 21 de Junho de 2024 01:42
75 9 9702 9169
Política Política

Ex-chefe de gabinete da Prefeitura de Santo Amaro diz estar sofrendo violência de gênero

Juliana Conceição alega estar sendo perseguida com denúncias e notícias falsas e acredita que seja uma outra mulher fazendo isso.

07/06/2024 09h14
Por: Karoliny Dias Fonte: Boca de Forno News
Juliana Conceição, chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Santo Amaro da Purificação - Foto: Boca de Forno News
Juliana Conceição, chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Santo Amaro da Purificação - Foto: Boca de Forno News

A ex-chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Santo Amaro da Purificação, Juliana Conceição, falou sobre as fake news que vem sendo difundidas sobre ela na cidade. Ela é pré-candidata a vereadora e acredita que seja por isso que mentiras vem sendo veiculadas a seu respeito. Juliana diz que está sofrendo violência política de gênero e lamenta que as mulheres estejam sendo impedidas de estar ocupando espaços de poder por isso.

Segundo Juliana, desde que ocupava o cargo de chefe de gabinete vem sofrendo com essa situação, mas desde o dia em que declarou que era pré-candidata a vereadora as coisas se intensificaram. “Esse tema tem sido recorrente nas minhas redes sociais e é bom que eu possa esclarece-lo. Já estou colocando informações nelas para o povo, explicando sobre a violência política de gênero. As pessoas que praticam esse tipo de violência não entendem que violentar psicologicamente, perseguir, caluniar uma mulher é crime”.

Ela ressaltou que ainda nem é candidata, é apenas uma pré-candidata, e já tem dois processos contra uma pessoa que faz denúncias que ela diz serem infundadas no Ministério Público. “Eles não vão me calar. Vou processar essa pessoa, ela vai perder tempo respondendo a processos impedindo-a de estar focada para o que realmente interessa que é a pré-campanha e lá na frente para a própria campanha”, explica.

O objetivo das notícias falsas espalhadas, acredita Juliana, é uma forma de fazer com que ela recue em sua pré-candidatura, mas elas estão indo pelo caminho errado. “Processos são para serem respondidos e a verdade está aí. Sou pré-candidata a pedido do povo e dos meus amigos que viram em mim um potencial para estar na Câmara de Vereadores lutando pelo povo, pelos anseios coletivos e não pelos meus anseios pessoais”.

A ex-chefe já tem uma suspeita da pessoa que está fazendo essas denúncias que ela diz serem falsas e infelizmente ela acredita que seja uma mulher. “É triste porque estou engajada nessa bandeira e ver hoje uma mulher fazendo reuniões, chamando pessoas para não me apoiar, criar meio e formas de que eu não chegue a alcançar o objetivo, para mim é triste”.

Dirigindo-se a essa mulher, Juliana diz que sabe que ela é filiada a um partido político e pode registrar sua candidatura nas convenções partidárias e vai ver se tem serviços prestados pela cidade e se pode tentar pleitear a mesma coisa que ela. “Vamos para as urnas. Acredito muito na paridade e ter sete ou oito mulheres na Câmara. Ao invés dessa pessoa estar tentando me atacar, eu que sou mulher como ela, deveria estar me empoderando. As pessoas que convivem comigo sabe o quanto eu incentivo mulheres. Essa é a minha luta”.

Juliana garante que não desistirá da sua candidatura e não sairá da sua cidade por causa de ataques e perseguições. “Quem faz essas denúncias é uma pessoa covarde. Quem me conhece sabe que eu dou as caras, utilizo minhas redes sociais mostrando meu rosto. Essa pessoa cria um perfil falso e registra uma denúncia através dele. Já fez isso diversas vezes de que estou patrocinando festas e são denúncias infundados, que eu tenho como provar que não ocorre”.

A pré-candidata finaliza dizendo que está tomando as providências jurídicas necessárias, está produzindo um dossiê e não vai perder seu tempo atacando as pessoas. “Essa não é a minha ideia. A minha ideia é falar de políticas sociais, educação, saúde, mulheres. Não tenho tempo para atacar ninguém, mas é importante que as pessoas saibam que essas denúncias, esses grupinhos de WhatsApp criados, passando imagens, vídeos é apenas para tentar me destruir politicamente, mas está apenas me fortalecendo a cada dia que passa”.

Juliana lamenta que a mulher já sofre com a pressão do dia a dia e ainda tem que passar por certas situações quando está no espaço político. “Nesses locais a pressão dobra. Por isso Alessandra, findando seu mandato, não volta. Isso machuca, dói, desanima. Mas eu sou uma mulher guerreira e não irei desistir”, conclui.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.