Sábado, 18 de Maio de 2024 16:03
75 9 9702 9169
Política Política

ACM Neto volta a criticar governo e PT rebate

ACM Neto criticou o governo e afirmou que falta liderança política no adversário petista.

14/05/2024 07h46
Por: Karoliny Dias Fonte: Tribuna da Bahia
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O vice-presidente do União Brasil, ACM Neto, atacou o governador Jerônimo Rodrigues, classificando a gestão como "o pior dos três governos" do PT na Bahia. Derrotado pelo petista na campanha de 2022, Neto afirmou que falta liderança política no adversário.

"Jerônimo está longe de ter o brilho e a liderança política nata que tem Jaques Wagner. Apesar de eu ser adversário, eu não posso deixar de reconhecer que ele é um líder político. E Jerônimo não tem o mesmo nível que Rui. Eu tenho várias críticas à gestão de Rui, mas ele em si era um sujeito que procurava aprofundar, que se envolvia na gestão. Jerônimo não é um cara brilhante nem na política, nem é um cara brilhante na gestão", afirmou Neto.

Além disso, Neto criticou a gestão de Jerônimo Rodrigues, apontando sua ausência de envolvimento na administração e falta de projetos significativos. Ele destacou que muitas das obras realizadas durante o governo de Jerônimo são continuação de projetos iniciados por seu antecessor, Rui Costa. "O que a gente vê desses quase um ano e meio de governo de Jerônimo é ele passeando pelo interior direto. É uma forma que ele tem de fugir dos problemas", acrescentou o ex-prefeito de Salvador.

O presidente do Partido dos Trabalhadores da Bahia, Éden Valadares, rebateu os argumentos. Para o dirigente do PT, o ex-prefeito de Salvador "não consegue superar a derrota" e ainda demonstra "preconceito" com o interior da Bahia. “A soberba é uma péssima companhia e os próprios aliados de ACM Neto testemunham que ele acreditou no ‘já ganhou’, achou que era governador antes de abrir as urnas e a dor de cotovelo pela derrota para Jerônimo parece não ter fim. Neto não superou a derrota e segue destilando ciúme”, disse Éden.

O dirigente petista disse ainda que "o ressentimento de ACM Neto é tão nítido que ele elogia os ex-governadores Jaques Wagner e Rui Costa, mas não reconhece a grande capacidade de trabalho, de gestão e de liderança política do atual governador": “A inveja que ele tem de Jerônimo é tão grande que ele topa até elogiar Wagner e Rui, mas não admite a capacidade de trabalho do governador. Jerônimo reúne a disposição de diálogo de Wagner com a capacidade de trabalho de Rui e fará um governo ainda melhor.”

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.