Sexta, 30 de Julho de 2021 10:33
75 9 9842 0146
Curiosidades/Inusitado Amaz^niza

Filhote de espécie de anta extinta há mais de 100 anos nasce em reserva do RJ

Filhote de seis meses foi flagrado passeando com a sua mãe na floresta

18/07/2021 15h39
29
Por: Gabriel Dallas
Filhote de espécie de anta extinta há mais de 100 anos nasce em reserva do RJ

Um filhote de anta nascido livre foi visto na semana passada na Reserva Ecológica de Guapiaçu, em Cachoeiras de Macacu, na região metropolitana do Rio de Janeiro. De acordo com a Agência Brasil, o fato foi comemorado por pesquisadores, uma vez que as antas foram extintas no estado do Rio há mais de 100 anos devido à caça predatória e ao desmatamento. Sua reintrodução na reserva teve início em 2018 com a soltura de três animais.

 

O filhote de cerca de seis meses foi flagrado passeando com a sua mãe na floresta pelo sistema de monitoramento, realizado de forma remota por meio de “armadilhas fotográficas”. Esse sistema é fundamental para os pesquisadores que, assim, podem acompanhar e avaliar a condição dos animais. O novo morador é filhote de Flora e Júpiter, antas reintroduzidas na natureza em 2018, vindas do Parque Ecológico Klabin, no Paraná.

 

A reportagem destaca que este é o segundo filhote de anta nascido livre na reserva o que, para os pesquisadores, representa a confirmação de que o processo de reintrodução da espécie na região está sendo bem-sucedido. O primeiro filhote nascido livre foi no ano passado.

 

“O nascimento de um novo filhote é sinal de que a reintrodução está no caminho certo. A equipe ficou muito feliz e torce para que todo ano sejamos surpreendidos com o nascimento de novos filhotes”, comemorou o professor do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e coordenador do projeto, Maron Galliez.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.