Quarta, 18 de Maio de 2022 02:45
75 9 9842 0146
Bahia Casamentos

Bahia realiza mais de 15 mil casamentos nos primeiros meses do ano

Casais que adiaram casamento por causa da Covid devem realizar sonho neste ano.

09/05/2022 09h03
Por: Karoliny Dias Fonte: Tribuna da Bahia
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Com o fim da pandemia e a chegada do mês de maio, mês considerado o das noivas, muita gente deve casar na Bahia, inclusive em Salvador. Os casais que adiaram o casamento por conta da Covid devem realizar o sonho neste mês ou ainda este ano. Segundo dados da Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen-BA) mais de 15 mil casamentos já foram realizados na Bahia nesses primeiros quatro meses do ano.

Segundo o presidente da Arpen, Daniel Sampaio, apesar de maio ser considerado o mês das noivas no Brasil, historicamente a maior parte dos casamentos ocorre em meses de férias. Conforme relatório da Arpen, no ano passado foram realizados 54.937 casamentos na Bahia. Somente no mês de dezembro foram registrados 6.295 – maior quantidade do ano. Mesmo com o indicativo, o mês de maio pode surpreender. Segundo pesquisas, maio é o terceiro mês mais escolhido para casamentos, ficando atrás apenas de dezembro e janeiro.

“Podemos observar que, por mais que maio seja considerado o mês das noivas, até por uma influência da Igreja Católica, percebemos que o índice de procura maior por casamentos é nos meses de dezembro e janeiro, por serem meses de férias e mais confortáveis para os casais”, destacou Daniel Sampaio ao frisar os números de casamentos realizados no ano.

Conforme os dados da Arpen, no ano passado, foram realizados neste mesmo mês do ano 4.238 casamentos na Bahia. Destes, 1.070 foram em Salvador. “A Arpen não tem dados de casamentos marcados. A associação trabalha com dados de casamentos realizados”, destacou a associação ao ser questionada sobre os agendamentos de casamentos para este mês na Bahia.

Maio

Um dos motivos de maio ser o mês das noivas é pela influência da Igreja Católica. Maio é considerado o mês de Maria e o mês das mães. Pela carga feminina do mês também foi associado às noivas, para trazer boa sorte à mulher que se casa.

Segundo o padre Edson Menezes, reitor da Basílica do Senhor do Bonfim, tradicionalmente a demanda por casamentos neste mês cresce bastante nas igrejas. “Nós suspendemos a realização de casamentos neste mês aqui na Basílica, mas tradicionalmente a procura é muito grande. Este ano, por exemplo, mesmo com a suspensão muita gente procurou a igreja para tentar marcar casamento”. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.