Terça, 19 de Outubro de 2021 23:55
75 9 9842 0146
Educação Educação

Entrega do kit alimentação estará condicionada a regularização dos trabalhos escolares, alerta Roberto Franco

Secretário de Educação da cidade de Cachoeira diz que 15% dos alunos não estão frequentando as aulas remotas

21/09/2021 08h53
1.528
Por: Karoliny Dias Fonte: Boca de Forno News
Entrega dos kits alimentação em julho de 2021. Foto: Divulgação/Facebook
Entrega dos kits alimentação em julho de 2021. Foto: Divulgação/Facebook

O secretário de Educação da cidade de Cachoeira Roberto Franco fez um chamamento as famílias e os alunos para que prestem atenção ao movimento da escola, principalmente com o momento que se vive que é o de aulas remotas. Roberto ressaltou a importância dos pais ou responsáveis acompanhar os estudantes em seus estudos. “Não se faz educação em lugar nenhum sem o envolvimento da família. Neste momento de ensino remoto devido à família é muito mais importante. Se no presencial já é importante, no remoto isso se multiplica. Porque aquela ação que acontecia na sala de aula sob o controle do professor, passa a acontecer em casa. se a família não acompanhar o movimento da escola é prejudicial”, disse.

Ainda segundo o secretário, a pandemia deixará grandes seqüelas que podem ser minimizadas com as famílias cobrando dos seus filhos a frequência nas aulas remotas e pegar o material que está disponível nas escolas. “Detectamos que em nosso município em torno de 15% dos alunos não estão frequentando as aulas e pegando o material para levar para os alunos em casa e logo após devolver”, explicou.

A educação de Cachoeira entra ainda no quarto ciclo de entrega dos kits alimentação e esse é o momento que as famílias procuram as escolas. “Temos feito também desse momento o que as famílias pegam o material para levar para os seus filhos e devolver esse material respondido para avaliação. Temos que condicionar a entrega do kit a isso porque ele não é assistência social. Ele foi pensado para dar segurança alimentar aos alunos. É preciso que as famílias tenham esse compromisso com o aprendizado dos seus filhos”, alertou.

O secretário pede que as famílias, os 15% que estão ausentes, procurem as escolas para normalizar a sua situação porque a entrega do kit alimentar estará condicionada a regularização dos trabalhos escolares. “Não vamos descolar a entrega do kit alimentação desse processo educacional. É uma preocupação nossa e por isso pedimos aos pais que procurem as escolas para regularizar imediatamente a sua situação”, falou.

O investimento do município com as verbas da merenda escolar nos kits é de mais de R$ 200 mil. “Nós estamos nos destacando na região pela qualidade do nosso kit. É quase uma cesta básica que alimenta não somente os alunos como toda a família”, finalizou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.