Quinta, 29 de Fevereiro de 2024 18:32
75 9 9702 9169
Bahia Governo Municipal

Binho Galinha quer Centro Administrativo em Feira de Santana 

A obra deve atender a dois requisitos básicos. Veja quais são eles.

01/12/2023 17h19
Por: Karoliny Dias Fonte: ASCOM
Foto ilustração: Binho Galinha
Foto ilustração: Binho Galinha

O deputado estadual Binho Galinha (PRD) deu entrada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), em uma Indicação ao prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), sugerindo a construção do Centro Administrativo do Município.

A obra atende a dois requisitos básicos. Primeiro de ordem financeira, pois diversos órgãos públicos, secretarias, autarquias, e departamentos funcionam em imóveis alugados. Segundo, de ordem organizacional, pois estes órgãos públicos do município funcionam não só no centro da cidade, mas também em diversos bairros. Isto sem falar que muitas vezes estes órgãos públicos mudam de lugar constantemente, a exemplo da Secretaria de Educação, que saiu do centro da cidade (avenida Senhor dos Passos) e foi transferida para o distante bairro Santa Mônica, e a Secretaria de Meio Ambiente que foi transferida do centro da cidade (Kalilândia) para o bairro Jomafa. 

“A construção do Centro Administrativo deve, acima de tudo, priorizar o cidadão. Deve ser um facilitador da vida cotidiana da população, ser um lugar onde o cidadão tenha a plena convicção de que ele vai encontrar todos os serviços ofertados pelo Município”, argumenta Binho Galinha. A indicação ao prefeito de Feira de Santana pretende contribuir para melhorar a vida do cidadão feirense, levando mais conforto, eficiência, agilidade e segurança. “Acreditamos que a construção desse equipamento será um marco da administração municipal, um exemplo de modernidade, onde o serviço público deve sempre servir ao cidadão. Sugerimos que os recursos para viabilizar a construção deste importante Centro Administrativo possam ser viabilizados através de parcerias que a Prefeitura de Feira de Santana deve buscar junto aos governos Estadual e Federal, bem como, junto a instituições financeiras, como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES”, sinaliza. 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.