Quinta, 29 de Fevereiro de 2024 19:34
75 9 9702 9169
Bahia Nova fábrica

Salvador sedia fórum para desenvolvimento econômico com chegada da BYD no Brasil

Cerca de 100 empresários e representantes do poder público do Estado e dos municípios da RMS participaram do evento, que também deve discutir políticas públicas de incentivo às pequenas e médias empresas que deverão atender como fornecedores ou prestadores de serviço a BYD.

01/12/2023 08h38
Por: Karoliny Dias Fonte: SECOM / BA
Foto: Joá Souza/GOVBA
Foto: Joá Souza/GOVBA

O desenvolvimento do comércio e a geração de emprego e renda, a partir da instalação da montadora chinesa BYD em Camaçari, impulsionam os diálogos do 1º Fórum de Desenvolvimento Econômico da Região Metropolitana, que aconteceu nesta quinta-feira (30), na Casa do Comércio, em Salvador. Cerca de 100 empresários e representantes do poder público do Estado e dos municípios da RMS participaram do evento, que também deve discutir políticas públicas de incentivo às pequenas e médias empresas que deverão atender como fornecedores ou prestadores de serviço a BYD.

O governador em exercício Geraldo Júnior participou da abertura do evento e reforçou que a BYD é um exemplo do empenho do Governo em aquecer a economia no estado. “Com a geração de 5 mil empregos diretos e indiretos, a empresa chinesa movimenta a economia de toda a região, gerando emprego e renda para a população baiana”, pontuou Geraldo. Ele ainda destacou a importância da Fecomércio para a Bahia. “A federação é uma parceira em potencial das ações do Estado, vislumbrando as oportunidades que o Governo tem promovido, atraindo indústrias para cá”, completou.

Promovido pela Fecomércio-BA, Sicomércio Camaçari e Grupo Bandeirantes, o evento discute sobre o cenário econômico, políticas públicas, economia na Região Metropolitana de Salvador e mercado automotivo. Guilherme Dietze, consultor econômico da Fecomércio-BA, falou no painel sobre Macrotendências da Economia Brasileira, e avaliou que esse movimento é extremamente importante, pois um investimento na cadeia da indústria não fica só na indústria, vai para o comércio, vai para o setor de serviço. “É importante que o empresário, sobretudo aquele pequeno e médio portes, possa prestar algum tipo de serviço, como fornecer alimentação, por exemplo. É hora de enxergar as oportunidades e aumentar o faturamento”, salientou Dietze.

As fábricas da BYD devem tornar Camaçari um polo de fornecedores de peças e de serviços automobilísticos. Em julho deste ano, quando foi anunciada a instalação da empresa na Bahia, um dos interesses apresentados foi também na contratação de empresas estabelecidas na região para as obras civis.

O empresário Loyola Neto, à frente da Ecoloy, startup de economia circular e gestão de resíduos, percebe a chegada da BYD como uma oportunidade para o seu negócio. “Estamos ansiosos para poder mostrar às empresas que estão chegando tudo o que fazemos. Queremos mostrar à BYD o que essa startup made in Bahia tem a oferecer e, quem sabe subir mais um degrau da escada”, relatou Loyola.

A montadora chinesa vai investir cerca de R$ 3 bilhões nas três fábricas na Bahia, com início da sua produção no segundo semestre de 2024. Além dos caminhões elétricos e dos carros de passeio elétricos e híbridos, a BYD também vai produzir chassis de ônibus, processar lítio e ferro fosfato.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.