Sábado, 18 de Maio de 2024 16:51
75 9 9702 9169
Brasil Evidências

PF consegue imagens inéditas sobre caso das joias de Bolsonaro

Novas imagens colaboram para as suspeitas de venda ilegal de presentes recebidos.

16/05/2024 08h07
Por: Karoliny Dias Fonte: A Tarde
Mauro Cid era ajudante de ordens de Jair Bolsonaro - Foto: Alan dos Santos | PR
Mauro Cid era ajudante de ordens de Jair Bolsonaro - Foto: Alan dos Santos | PR

A Polícia Federal revelou novas informações relacionadas às joias que supostamente foram vendidas de forma ilegal nos Estados Unidos com envolvimento do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Conforme divulgado pelo blog da Bela Megale, a PF obteve imagens exclusivas e documentos que corroboram as suspeitas de venda e recompra irregular do conjunto de joias conhecido como "kit ouro branco", alegadamente apropriado por Bolsonaro durante seu mandato.

As evidências incluem imagens das joias expostas em uma loja nos Estados Unidos antes de serem recompradas, bem como acesso aos anúncios para a revenda desses itens. Além disso, a PF identificou Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, como o responsável pela transação das joias.

O "kit ouro branco" é composto por um anel, uma caneta, abotoaduras e um rosário islâmico, todos adornados com diamantes, além de um relógio Rolex que foi comercializado separadamente. Estima-se que o valor total do conjunto seja de pelo menos R$ 500 mil.

As descobertas foram feitas durante as últimas diligências realizadas pelos policiais federais nos Estados Unidos como parte do inquérito em andamento, que investiga a suposta apropriação e venda ilegais das joias recebidas por Bolsonaro e que fazem parte do acervo da Presidência. A operação contou com o apoio do FBI e durou 16 dias.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.