Domingo, 03 de Julho de 2022 18:19
75 9 9842 0146
Política Política

Políticos baianos repercutem prisão de Milton Ribeiro

O pré-candidato a governador pelo PT, Jerônimo Rodrigues, aproveitou a polêmica para provocar o ex-prefeito e principal adversário no pleito, ACM Neto (União Brasil)

23/06/2022 07h30
Por: Karoliny Dias Fonte: Tribuna da Bahia
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A prisão do ex-ministro Milton Ribeiro repercutiu entre os baianos. A deputada federal e ex-bolsonarista Dayane Pimentel foi uma das primeiras a se manifestar nas redes sociais. "Bolsonaro jogou fora a maior chance da esquerda engolir tudo o que dizia da direita. Resultado: o extremismo, à corrupção, o caos e a desumanidade tomaram conta desse governo. Tudo isso é apenas uma ponta de um iceberg sombrio. Nenhum mal pode durar para sempre", escreveu.

O deputado estadual da bancada independente da Assembleia Legislativa da Bahia, Hilton Coelho (PSOL), seguiu na mesma linha. "Bolsonaro, sua hora tá chegando. Em março, Milton Ribeiro diz que favorecia amigos de pastores lobistas a pedido de Bolsonaro. Na manhã de hoje (22), Ribeiro e 'pastores' são presos por corrupção com as verbas no MEC", declarou.

O pré-candidato a governador pelo PT, Jerônimo Rodrigues, aproveitou a polêmica para provocar o ex-prefeito e principal adversário no pleito, ACM Neto (União Brasil). “Um ex-ministro da Educação deixou o Brasil em circunstâncias duvidosas após uma série de denúncias. Outro nem chegou a tomar posse no cargo porque mentiu no currículo. Agora, a Polícia Federal prende Milton Ribeiro em investigação sobre corrupção. Essa é a forma que o atual presidente trata a educação, mas o ex-prefeito de Salvador, por medo ou vergonha, mais uma vez se omite do debate nacional”, 

O petista usou seu perfil oficial no Twitter para questionar o adversário nas eleições deste ano. “Para ele, tanto faz quem vai ser o próximo presidente? Eu tenho lado, tenho muito orgulho de fazer parte do time de Lula”, escreveu Jerônimo, que foi secretário estadual da Educação e é responsável pelo maior investimento da história da Bahia em infraestrutura escolar. Em relação às investigações da Polícia Federal, que resultaram na prisão do ex-colaborador de Bolsonaro, o aliado de Rui Costa afirmou que torce por uma apuração independente, rigorosa e célere. “A Educação não é balcão de negócio, não pode ser trocada por barras de ouro”, concluiu.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.